Puntear

Puntear foi criado em 2008 através do projeto “Por fim novas e repetidas” que teve o apoio do Prêmio Estímulo à Dança Paulista através da Lei Rouanet. Puntear é uma performance de ocupação de espaços urbanos e não convencionais em que a Cia., por meio da improvisação em dança e em música, faz uma leitura corporal e sensorial do lugar valendo-se da sua arquitetura, sons e dinâmicas cotidianas.
Nesta proposta de intervenção, a Cia. busca distribuir-se pelo espaço, causando a diluição do foco, mudando-o constantemente e chamando a atenção do público para diferentes ângulos do espaço, possibilitando abrir novos olhares para este. A dança pode acontecer em solos, duetos ou em grupo, pode-se dançar no silêncio (aproveitando o ruído do local) ou com a música construída ao vivo pelo grupo.
O uso de um espaço divergente da caixa preta ou palco italiano torna a relação palco e platéia diferente, modificando o ponto de vista daquele que assiste. Os habitantes desse espaço passam de espectadores a construtores, transformadores e vivenciadores de seus próprios espaços cotidianos. Através do espetáculo, pretende-se trazer novas possibilidades de habitar e intervir no espaço no momento presente, transformando a dinâmica cotidiana e o olhar sobre este.

Concepção: Cia Damas em Trânsito e os Bucaneiros; Direção: Alex Ratton Sanchez; Intérpretes-criadores: Carolina Callegaro, Ciro Godoy, Clara Gouvêa, Laila Padovan e Larissa Salgado; Figurino: Iara Wisnik, Larissa Salgado e Cia.; Músicos que já participaram do espetáculo: Débora Marcussi, Bruno Duarte, Angelo Ursini, Gregory Slivar, Montorfano.